Melhores alongamentos para corrida

Aderir a prática de atividades físicas com melhores alongamentos para corrida está na moda e a nova modalidade é um dos exercícios que caiu no gosto de jovens, adultos e idosos do mundo todo.

Quem quer mais qualidade de vida e uma saúde de ferro, precisa correr atrás. Literalmente. Mas claro, de forma totalmente segura.

Leia também: 4 Dicas de como aumentar a dopamina

MELHORES ALONGAMENTOS PARA CORRIDA

Desta forma, a corrida ganha espaço, mas os cuidados necessários durante a realização do exercício aparecem sempre em alerta vermelho.

Melhores alongamentos para corrida.

Vindo para garantir um exercício saudável e prazeroso, alongar-se é essencial e para isso, existem métodos eficazes e totalmente práticos, selecionados especialmente para potencializar os efeitos positivos que a corrida tem a oferecer.

DICAS DE ALONGAMENTOS PARA CORRIDA

Dicas sempre são bem vidas. Principalmente daqueles que possuem mais experiência no esporte ou já passaram por uma situação desconfortável como as terríveis câimbras ou as famosas tensões musculares que são um banho de água fria em qualquer tipo de programação que a possa planejar.

Confira estes alongamentos e como executa-los.

Para que esses e outros momentos indesejáveis sejam evitados, o alongamento é o remédio certo que qualquer educador físico irá prescrever.

Além de ajudar a relaxar os músculos e aliviar o estresse, os alongamentos para corrida garantem um aproveitamento melhor do exercício e resultados mais precisos que são visíveis em um período de tempo mais otimizado.

Leia também: Chás naturais para eliminar barriga e emagrecer

Desta forma, a primeira dica de alongamento que deve ser utilizado nas corridas é:

  1. Pratique alongamentos antes e depois dos treinos.

Assim como existe importância nos alongamentos antes do treino para relaxar os músculos e não os sobrecarregar com exercícios intensos, também é importante aliviar o estresse e cansaço que a corrida pode oferecer.

Portanto, alongue-se sempre. Antes, depois e até mesmo durante o treino caso sinta algum incomodo ou fisgadas musculares.

Basicamente, quando uma pessoa se alonga antes da corrida ela:

  • Aquece os músculos rapidamente para a prática de exercícios
  • Evita as dores musculares
  • Massageia os órgãos e beneficia a vascularização dos mesmos
  • Corrige a postura corporal
  • Diminui em mais da metade os riscos de lesões musculares
  • Espanta a preguiça do corpo.
  1. Alongue a sua respiração também

Correr nos deixa ofegantes, por maior que seja a experiência que se tem na prática do esporte.

A queima de oxigênio acontece em ondas constantes no corpo, dando uma sensação de exaustão extrema que automaticamente acarreta na parada imediata do treino.

Porém, quando um rápido exercício de respiração é feito, a oxigenação cerebral fica mais estável e com o passar do tempo, é possível correr e respirar normalmente sem o típico “ar ofegante escandaloso”, comum de quem está adquirindo experiência por agora.

Claro que o cansaço irá aparecer e a respiração mais acelerada também, porém a sensação de falta de ar será bem menor com o alongamento da respiração antes e depois do exercício.

Os alongamentos respiratórios podem ser praticados das seguintes formar.

  • Inspiração e respiração simples: baseia-se na técnica de inspirar pelo nariz e soltar o ar pela boca de forma integral, sem prender o ar por alguns segundos durante o processo.
  • Respiração meditativa: Meditar antes de uma corrida por poucos minutos, nada mais do que 15 minutos, pode ser uma boa ideia, já que a meditação pode ser combinada com o alongamento físico como é o caso da Yoga.
  • Respiração pausada: Consiste em respirar profundamente pelo nariz, segurar o ar por três segundos e liberá-lo totalmente pela boca de forma total. A técnica é importante para aliviar o estresse e limpar os pulmões antes da prática do exercício.
  1. Respeite os seus limites

A flexibilidade pode ser adquirida com alongamentos diários.

Contudo é importante respeitar o limite do corpo e aderir a prática aos poucos. Lesões graves podem acontecer caso tal alerta seja ignorado.

Leia também: Como beber muita água por dia vai te ajudar a emagrecer?

OS MELHORES ALONGAMENTOS E COMO EXECUTÁ-LOS

Os alongamentos precisam ser realizados tanto antes quanto depois de cada corrida. Isso garante a saúde muscular e a integridade física para a prática do cronograma de atividades da semana.

  1. Alongamentos pré-treino

Realize estes alongamentos para corrida e esteja preparado.

  • Ombros, braços e tórax: Com os braços esticados no estilo soldado, gire os ombros 10 vezes para a frente e 10 vezes para trás, de modo que toda a tensão ali existente saia dos músculos.

Logo em seguida, separe as penas levemente e estique os dois braços para frente, com os dedos entrelaçados de forma contrária, o máximo que conseguir.

Faça tal processo para a frente, para baixo, pra trás e acima da cabeça, por 20 segundos.

  • Pescoço: Ainda com as pernas levemente separadas, com a mão esquerda, segure levemente o dado direito da cabeça próximo a orelha e puxe suavemente o pescoço para o lado esquerdo por 15 segundos. Repita o processo com a mão direita para o lado direito. Assim que terminar, gire o pescoço e rotacione os ombros novamente para aliviar a tensão.
  • Panturrilha: As câimbras na panturrilha são bastante comuns durante uma corrida. Para evita-las o alongamento da panturrilha exige um pouco mais de atenção.

Apoiando as mãos em uma parede acima da cabeça, mantenha uma das pernas flexionadas com o peito do pé levemente levantado e apoiado no batente da parede, de modo que a outra perna fique esticada quando o corpo for levemente projetado para frente, esticando o músculo da perna.

Leia também: Caminha realmente emagrece?

Repita o processo com a outra perna tendo o cuidado de não ultrapassar os 20 segundos estabelecidos.

  • Pernas, coxas, joelhos e quadril: Os agachamentos, mesmo sendo ótimos para dar aquela empinadinha no bumbum, não é muito indicado para os alongamentos pré-treino. Para as pernas e joelhos, segurar a parte posterior do pé puxando para o bumbum já é suficiente para alongar os nervos e articulações.

Para as coxas e quadril, o ideal é encontrar um ponto de apoio mais alto, no nível da cintura, colocar uma das pernas sobre tal superfície e projetar o corpo para frente, por cima da perna, alongando-se por 20 segundos.

  1. Alongamentos pós-treino

IMAGEM

Após o treino, os membros inferiores são os que precisam de mais atenção, já que ficam mais exaustos com o fim da corrida. Desta forma, alongue principalmente:

  • A virilha: fortes dores podem acometer essa região, principalmente nas pessoas que possuem as juntas um pouco travadas. Desta forma, sente-se em posição de índio e junte o peito do pé um com o outro. Lentamente, projete o corpo para frente até sentir o músculo esticado. Volte imediatamente e repita o mesmo processo mais duas vezes.
  • A região lombar: Com as pernas juntas, abaixe apenas a cintura com os braços esticados tentando tocar os dedos das mãos na pontinha dos pés. Permaneça nessa posição por 20 segundos.
  • Tornozelo: O alongamento dos tornozelos é parecido com o dos ombros. Com o peito do pé apoiado no chão, rotacione o tornozelo de maneira suave, para que nenhum tipo de tensão fique acumulada nessa parte do corpo e acabe provocando a famosa dor nos pés.

Com estas dicas incríveis, a corrida tem tudo para se tornar uma atividade prazerosa de ser praticada. Por isso não perca mais tempo e alongue-se!

2 respostas

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] Leia também: Melhores alongamentos para corrida […]

  2. […] Leia também: Melhores alongamentos para corrida […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *